Benefícios do Orégano para a saúde

Compartilhe as informações sobre este alimento

A origem do orégano (Orignanum vulgare L.) está nas montanhas do sul europeu, Mar Mediterrâneo, Norte da África, Oriente Médio e Ásia Ocidental. O nome vem da palavra origanon (erva amarga), por sugestão de Hipócrates, o pai da medicina. Pertence à família do manjericão, hortelã, alecrim, sálvia e alfazema. O orégano chegou ao Brasil através dos colonizadores portugueses.

Ele também é conhecido como manjerona-brava, manjerona-selvagem. É confundido com outros vegetais de sua espécie, principalmente com a manjerona. A confusão é mais comum no sul do Brasil.  As diferenças entre orégano e manjerona estão na textura, tamanho, flores e aroma. As folhas do orégano são verde-escuras, as flores são arroxeadas, pequenas e ovais. As folhas da manjerona são ásperas, firmes e as flores, violetas ou levemente esverdeadas.

orégano benefícios

Era usado como tempero na Grécia e Roma Antigas. Na Grécia, o significado da palavra orégano é “alegria da montanha” e os noivos usavam coroas feitas com o tempero. Após o casamento, os casais plantavam o orégano no cemitério mais próximo para assegurarem felicidade no plano espiritual. Na Idade Média, também estava nas receitas de vinhos. Nesta época, o tempero também estava presente em rituais de magia e bruxaria.

A árvore mede entre 25 a 80 cm e o cultivo do orégano pode ser por sementes. O solo deve ser fértil, bem drenado e rico em matéria orgânica.  A adubação pode ser orgânica (húmus de minhoca ou esterco de animais) ou então, mineral (NPK, sulfato de amônio ou superfosfato simples). O orégano suporta um pouco de estiagem, gosta de sol, mas precisa ser protegida dos ventos. Os maiores produtores são Grécia, Turquia, Espanha, França, México, Chile e Peru.

Propriedades do orégano

Infelizmente, ele é mais lembrado como tempero e muita gente dispensa. O orégano é uma das plantas com maior ação antioxidante. Além disso, o tempero possui fibras, ferro, cálcio, vitaminas A, C, do complexo B, e K, magnésio, potássio, cobre, manganês, zinco e ômega 3.

Uma das suas propriedades conhecidas desde a Grécia Antiga é a de facilitar a digestão. Mas esse popular tempero é a verdadeira farmácia em forma de tempero. Você não gosta ou acha que é apenas para temperar pizza? Após conhecer os benefícios do orégano, ele ganhará cadeira cativa em sua cozinha.

  1. Melhora o funcionamento do sistema digestivo

O orégano facilita a digestão devido aos compostos timol e carvacrol. Essas substâncias estimulam a produção e liberação de bile. A bile impede a ação negativa da gordura e ainda ajuda na absorção de nutrientes. O intestino funciona melhor devido às fibras.

Já as dores de estômago e indigestão também são amenizadas graças às substâncias timol, carvacrol, pineno, limoneno, cariofileno e ocimeno. O chá de orégano para a digestão para tirar o peso do estômago após refeições gordurosas. Para fazê-lo, coloque uma colher de sopa de folhas de orégano em xícara de água fervente. Beba frio de duas a três vezes ao dia sem açúcar.

  1. Ossos e músculos fortes

O tempero é fonte de vitaminas fundamentais para os ossos como o cálcio, manganês, vitamina K, fósforo e magnésio. O orégano também possui vitamina B12 e potássio, nutrientes que fortalecem os músculos e ajudam a prevenir e combater câimbras. Incluí-lo na dieta é ótimo para evitar osteoporose e outros problemas ósseos.

  1. Fortalece o sistema imunológico

O orégano é um dos vegetais com maior poder antioxidante. Para se ter uma ideia, o tempero é 42 vezes mais rico em antioxidantes que a nutritiva maçã, 12 vezes mais que a laranja e 4 vezes mais que o mirtilo. Tal característica fortalece as células de defesa do organismo.

As vitaminas A e C, ácido rosmarínico, zea-xantina, criptoxantina e luteína são os principais antioxidantes. Outra substância, o timol, também ajuda o orégano a prevenir e combater gripes e resfriados. Esse fortalecimento do sistema imunológico promovido pelo orégano também ataca células cancerígenas.

orégano

  1. Estimula, regula o ciclo e ameniza cólicas menstruais

O óleo de orégano pode estimular a menstruação, pois melhora a circulação sanguínea na área pélvica. A menstruação abundante pode ser regulada com 3 gotas de óleo de orégano misturadas ao chá de gengibre. As terríveis cólicas menstruais podem ser amenizadas com o chá de orégano ou massagens com 6 gotas do óleo de orégano e uma colher de chá de óleo de coco.

  1. Ameniza crises asmáticas

O carvacrol, os flavonoides e os terpenos são compostos que limpam e purificam os pulmões e os tubos branquiais. O chá de orégano com mel ajuda a controlar os ataques de asma. Se você sofre com a doença, consulte seu médico sobre a possibilidade de incluir o tempero no tratamento.

  1. Melhora o funcionamento do coração

O orégano faz muito bem ao coração! Para começar, o potássio equilibra os batimentos, abaixa a pressão e neutraliza o sódio. A pouco conhecida vitamina K normaliza a coagulação. As fibras reduzem o colesterol ruim.  O ômega 3 e os antioxidantes ajudam reduzir riscos de problemas cardíacos.

  1. Emagrece

O orégano emagrece! O tempero é fonte de ferro, vitamina K, cálcio e manganês, componentes que auxiliam a eliminar toxinas. As fibras presentes também ajudam a emagrecer porque deixam o organismo saciado por mais tempo. O óleo também retardar a absorção de proteínas e carboidratos.

  1. Tem ação antibactericida

A ação antibacteriana combate bactérias nocivas a pele. O óleo de orégano ajuda a combater o “pé de atleta”, caracterizada por coceiras e descamação entre os dedos nos pés. A aplicação de algumas gotas desse óleo conjuntamente com uma colher de chá de chá de óleo de jojoba auxilia no tratamento. Unhas enfraquecidas por fungos também melhoram com a aplicação do óleo de orégano e azeite. Ambos os óleos devem ser diluídos em água.

  1. Repelente de insetos

Misture uma colher de chá de óleo de orégano, uma colher de chá de óleo de limão e água no borrifador. Agite bem e borrife onde há presença de insetos. Esse repelente natural também pode ser aplicado nas plantas.

Orégano pode fazer mal

O principal efeito colateral do orégano é a alergia, principalmente em pessoas com sensibilidade a hortelã e manjerona. Já consumir o óleo de orégano em excesso contribui para a queda drástica de açúcar no sangue. Deve ser evitado por pessoas com problemas hemorrágicos, pois, pode potencializar o risco de hemorroidas.

Mulheres grávidas jamais devem consumir esse óleo. O orégano aumenta a circulação sanguínea no útero, fato que destrói o revestimento uterino e leva ao aborto. Indivíduos sem essas condições podem tomar no máximo 2 copos por dia. Lembrando sempre que o óleo deve ser diluído em água. Para crianças, o óleo pode ser diluído em suco.

Receitas com orégano

Os italianos são grandes entusiastas dele. Apicius, grande cozinheiro do Império Romano não fazia nenhum molho sem orégano. Eles também usam o tempero na berinjela à parmegiana. Os portugueses também temperam molhos, cozidos e caldos com ele. Para fechar com chave de ouro, selecionamos deliciosas 5 receitas com orégano!

Molho de oréganoorégano propriedades

Ingredientes

  • 1 ou 2 ramos de oréganos frescos;
  • 480 ml de vinagre de maçã ou de vinho branco (aproximadamente 2 xícaras de chá);
  • Garrafa de vidro transparente e esterilizada.

Modo de preparo

Lave os ramos, enxugue com pano e deixe-os secar totalmente. Coloque os ramos na garrafa, em seguida, o vinagre que deve cobrir o orégano. Tampe com uma rolha e aguarde 15 dias para usá-lo. Agite o recipiente diariamente durante esse período. Esse vinho era usado pelos gregos para facilitar a digestão e também para temperar saladas e carnes.

Maionese caseira com orégano

Ingredientes

  • Orégano a gosto;
  • Azeite de oliva extravirgem a gosto;
  • 1 colher de sopa de suco de limão;
  • ½ caldo de legumes;
  • 3 ovos.

Modo de preparo

Bata os ovos no liquidificador. Adicione o azeite, o suco e o caldo e bata mais um pouco. Transfira a mistura para um pote plástico e coloque o orégano, misture bem. Sirva com torradas e pães.

Frango com orégano

Ingredientes

  • Filés de peito de frango;
  • 200 gramas de orégano;
  • 5 dentes de alho;
  • 2 limões;
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo

Passe os filés nos temperos e deixe descansar por 10 minutos. Asse ou frite-os até dourarem dos dois lados.

Patê de atum com orégano

Ingredientes

  • Orégano a gosto;
  • 1 lata de atum;
  • Salsa ou cebolinha;
  • Alho-poró;
  • Cebola roxa;

Modo de preparo

Amasse o atum e a ricota com um garfo e misture. Junte a salsa ou cebolinha e a cebola e misture mais. Leve à geladeira até ficar geladinho. Coloque o orégano quando servir e mexa para incorporar o tempero. Sirva com torradas e pães.

Palitinhos de orégano

Ingredientes

  • 2 cebolas raladas;
  • 3 colheres de sopa de orégano;
  • 3 ovos;
  • 3 xícaras de farinha de trigo;
  • ½ copo de óleo;
  • 1 copo de leite quente;
  • 1 caldo de galinha;
  • 1 colher de chá rasa de sal;
  • 1 colher de chá de fermento.

Modo de preparo

Amasse o caldo de galinha com o leite. Adicione orégano, misture bem e deixe esfriar. Junte os ovos, o óleo, o sal e a cebola e misture. Acrescente a farinha e sove igual a uma massa de pão. Deixe descansar por aproximadamente 30 minutos. Corte tiras não muito finas e amasse cada uma com rolo de macarrão. Frite no óleo quente até dourar ou asse.

E você pensando que orégano era apenas para pizza! Você não seja muito adepto a temperos e não sabe onde comprar orégano? Vá até seu supermercado preferido para encontrar variedade de marcas.

 

Artigos Relacionados

Benefícios e Propriedades do Manjericão

Benefícios e Propriedades da Salsa

Benefícios e Propriedades do Coentro

Benefícios e Propriedades do Cominho

Benefícios e Propriedades da Cebola

Benefícios e Propriedades da Cebolinha