18 de dezembro de 2015
Calor e chuvas impactam os preços de frutas e hortaliças

Estudo mostra quais foram as mais influenciadas pelo clima

TAGS:

As hortaliças registraram alta nos preços comercializados nas principais centrais de abastecimento do país, no mês de novembro. De acordo com o estudo feito pelo Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort) da Conab, as culturas de tomate, cebola e batata foram influenciadas pelas temperaturas elevadas aliadas às fortes chuvas que incidiram nas principais regiões produtoras do país. Segundo os técnicos da Conab, “essa conjuntura prejudicou a quantidade e a qualidade dos produtos ofertados.

No caso das frutas, os técnicos observam que a demanda forte impulsionou os preços, “mesmo com uma maior oferta disponibilizada pelos produtores”. O estudo mostra que a maçã foi a banana que apresentou maior elevação quando comparada com outubro. A alta chegou a 39,9% em Curitiba. O excesso de chuvas nas regiões produtoras no Sul do país prejudicou a produtividade da banana, acarretando na diminuição da área plantada.

O preço da maçã subiu 34,6% em Campinas, por causa das fortes chuvas, que levaram à redução da colheita do produto. A continuidade da alta do dólar colaborou para o aumento dos custos de produção e favoreceram a exportação de maçã.

Já a laranja foi a única fruta que apresentou uma ligeira queda nos preços, uma vez que a oferta se manteve forte no último mês, dizem os técnicos.

Fonte: GR com alterações da Redação Sou Agro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *