Benefícios da Rúcula para a saúde

A rúcula (Eruca sativa) vem da mesma família da couve, couve-flor e rabanete. Também conhecida como mostarda-persa, foguete e foguete de jardim, sua origem vem do Mediterrâneo e da Ásia Ocidental.

Registros revelam o uso da rúcula desde os tempos dos romanos, quando era considerada um estimulante natural. Atualmente, é muito usada para incorporar pratos pelo mundo, especialmente na Itália.

benefícios da rúcula

Ela chegou ao Brasil através dos imigrantes italianos, onde seu consumo se tornou maior na região Sul do país. A rúcula não era cultivada em grande escala até os anos de 1990, quando houve a valorização da comida mediterrânea pelo mundo. Além de ser consumida em forma de salada de rúcula, ela costuma ser utilizada no preparo de sopas, massas, lanches e muitos outros pratos na culinária mundial.

A rúcula e é um alimento da família das Crucíferas, assim como o nabo, brócolis, agrião, entre outros. Possui folhas recortadas e longas, de tonalidade verde-escura. Seu sabor é acentuado e levemente picante.

O seu desenvolvimento é em touceiras, que crescem de forma rápida e alcançam entre 10 a 15 cm de altura. A produção da rúcula é melhor durante o outono e inverno, quando o clima é mais ameno e a venda dessa verdura é feita em maços.

Per ser um vegetal que possui uma baixa quantidade calórica, já que uma xícara de rúcula contém apenas 5 calorias, trata-se de um alimento que contribui para o processo de emagrecimento. Outro fator que vale ser mencionado é que a rúcula apresenta em sua composição oito vezes mais cálcio do que a alface e, em relação ao ferro, quatro vezes mais.

Sobre como fazer rúcula, o ideal é usar as folhas mais velhas (que são mais duras) para o preparo de pratos quentes. Já as folhas mais novas e tenras podem ser utilizadas para saladas.

As propriedades da rúcula são importantes, sendo rica em ácido fólico e antioxidantes, que são essenciais para a prevenção de uma série de doenças. Ela também é fonte de vitamina A, vitamina C, vitamina K, ferro, cálcio, potássio, fósforo, manganês.

Benefícios da rúcula

A rúcula melhora a absorção de minerais e a oxigenação muscular, além de proteger a saúde da pele e do intestino. Confira mais benefícios do consumo da rúcula.

1.Ajuda na prevenção contra o câncer

A rúcula é um vegetal crucífero, o que faz dela um alimento que contribui para a redução dos riscos de desenvolver câncer. De acordo com estudos realizados, a presença de flavonoides na rúcula ajuda a evitar o câncer de pulmão, de pele e bucal.

Ela possui uma quantidade elevada de antioxidantes que neutralizam a atividade dos radicais livres no organismo, substâncias que contribuem para uma série de doenças, entre elas o câncer.

Outro componente que pode ser encontrado nesse vegetal são os fotoquímicos, como no caso do suforafano, que ajuda no combate a substâncias cancerígenas. O sulforafano faz com que a enzima que contribui para a multiplicação das células cancerígenas seja inibida.

rúcula benefícios

2.Contribui para a saúde dos ossos

Por ser um vegetal que possui um nível baixo de oxalatos e ainda uma variedade grande de vitaminas e minerais, a rúcula é importante para manter os ossos saudáveis. De acordo com pesquisas, a ingestão diária da vitamina K (presente em abundância na rúcula) reduz consideravelmente as chances de sofrer fraturas ósseas.

Além disso, ela é fonte de cálcio, potássio e manganês, que constituem em componentes que também são importantes para a manutenção da saúde óssea.

3.Melhora a oxigenação muscular

A rúcula é um dos vegetais que possui a maior quantidade de nitrato. Essa substância faz com que a oxigenação muscular seja melhorada ao realizar exercícios físicos. Como resultado, aumenta a resistência durante a prática de atividades físicas e fornece mais energia para exercícios de longa duração.

O aumento da oxigenação também melhora a qualidade de vida daqueles que sofrem de doenças respiratórias, cardiovasculares ou metabólicas.

4.Protege a pele

Os benefícios da rúcula por conta dos fotoquímicos ajudam a manter a pele mais bonita e saudável, pois eles trazem proteção contra a ação dos raios ultravioletas. Além disso, ela possui carotenoides, que retardam o processo degenerativo das células da pele, deixando-a com aspecto mais jovem e saudável.

5.Melhora a absorção de minerais

O consumo da rúcula ajuda na melhor absorção de minerais pelo organismo. Isso ocorre porque, ao contrário de algumas verduras de folhas verdes, ela possui uma baixa quantidade de ácido oxalático, composto que dificulta a absorção de certos tipos de minerais pelo nosso organismo. Por esse motivo, consumir a rúcula em quantidades elevadas não traz o risco de desenvolver pedras nos rins.

6.Contribui para a digestão

As folhas de rúcula possuem um sabor levemente amargo, o que é causado pela presença de enxofre. Esse composto auxilia na digestão, especialmente em pessoas que apresentam acidez excessiva no estômago.

O recomendado neste caso é ingerir a planta por volta de 15 minutos antes de cada refeição para estimular a produção da bile e, consequentemente, promover uma melhoria na digestão dos alimentos.

7.Previne a osteoporose

A rúcula fornece 100% da quantidade de vitamina K indicada para o consumo diário. Por essa razão, o seu consumo evita desgastes e fraturas ósseas. A vitamina K faz com que a absorção de cálcio seja aumentada, evitando que ele se perda na urina.

rúcula propriedades

8.Ajuda a tratar a diabetes

Os oxidantes presentes nas folhas verdes, como a rúcula, causam a diminuição dos níveis de glicose na corrente sanguínea. Por conta disso, a absorção de insulina é aumentada nos pacientes portadores de diabetes.

Outro fator é a quantidade de fibras presente no vegetal e a baixa quantidade de calorias, o que contribui para o melhor controle do peso e reduz os riscos de desenvolver o diabetes tipo 2.

9.Protege a saúde dos recém-nascidos

É importante que as mulheres se alimentem de rúcula no período anterior à gravidez e também durante a gestação. O motivo para isso é porque esse vegetal é rico em ácido fólico, o que previne a ocorrência de deformidades no tubo neural nos bebês.

10.Possui ação afrodisíaca

O uso da rúcula para melhorar a vida sexual vem sendo feito desde o tempo dos romanos, que descobriram que essa planta possui um poder afrodisíaco. Eles notaram que, ao consumir a rúcula, as pessoas geralmente passavam a apresentar um aumento do desejo sexual.

O motivo mais provável para que isso aconteça pode ser por causa do efeito energético que ela possui, que estimula o organismo, provocado pelas vitaminam que estimulam o sistema vascular.

Malefícios da rúcula

Por ser um alimento rico em potássio, a contra indicação da rúcula é para as pessoas que apresentam insuficiência renal. Isso porque o excesso de potássio pode causar uma sobrecarga renal e, por esse motivo, a rúcula faz mal nesse caso.

Como plantar rúcula

A semeadura da rúcula deve ser feita no local definitivo em fileiras, com espaçamento de 20 cm a 25 cm e com profundidade de 5cm, sendo coberta com terra peneirada. A germinação acontece entre 3 a 5 dias após a semeadura, o que é definido pela temperatura.

O clima ideal para o desenvolvimento da rúcula é o mais ameno, pois em climas mais quentes ela produz flores, apresentando folhas de má qualidade e baixo crescimento. O solo deve ser preferencialmente entre o argiloso e o arenoso, com baixa acidez e grande quantidade de matéria orgânica.

A colheita ocorre entre 35 a 40 dias após a semeadura. Ao cortar as folhas, outras novas irão se desenvolver para serem colhidas até o início do florescimento.

Receitas com rúcula

A inúmeras formas de consumir rúcula, como comer crua ou cozida, sendo uma planta que traz um sabor especial quando incorporada aos mais variados pratos. Veja como fazer receitas com esse saboroso vegetal.

Suco de rúcula com gengibre

O suco de rúcula com gengibre é saudável e ideal para quem deseja se refrescar.

Ingredientes

  • 10 folhas de rúcula sem caule
  • 1 colher cheia (sobremesa) de gengibre ralado
  • 5 laranjas
  • 1/2 limão

Modo de preparo

  1. Esprema as laranjas e o limão e coloque o suco delas no liquidificador.
  2. Acrescente a rúcula e bata.
  3. Se desejar, coloque gelo.

Pesto de Rúcula

Que tal surpreender a família com essa receita apetitosa de pesto de rúcula? Confira o passo-a passo:

Ingredientes

  • 4 copos de rúcula
  • 2 colheres de nozes
  • 1/2 copo de queijo parmesão ralado
  • 1 colher (sopa) de alho
  • 1 copo de azeite extra virgem
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto

Modo de preparar

  1. Em uma panela, coloque água e leve ao fogo para ferver. Enquanto a água é aquecida, coloque água com gelo uma tigela e reserve.
  2. Quando a água levantar fervura, coloque a rúcula para cozinhar por 15 segundos. Em seguida, remova toda a rúcula, escorra a água e a mergulhe na água com gelo.
  3. Mexa com cuidado para que a rúcula esfrie rapidamente. Escorra a água e esprema a rúcula usando as mãos para que seque bem.
  4. Corte a rúcula e bata no liquidificador junto com os outros ingredientes. Utilize algumas vezes a função “pulsar”, evitando triturar muito.
  5. Coloque esse pesto num pote e tampe bem. O pesto poderá ser armazenado por alguns dias na geladeira. Antes de servir, deixe algumas horas em temperatura ambiente.