Benefícios da cagaita para a saúde – Saiba mais sobre as propriedades deste fruto

Spread the love

A cagaita é uma fruta chamada cientificamente de Eugenia dysenterica. Essa espécie apresenta casca verde e amarela (perfeita para representar o Brasil, não é?), até quatro sementes em seu interior e pertence à família das Myrtaceaes, a mesma da jabuticaba e dos eucaliptos. Cagaita e uvaia também são parentes próximos!

O outro nome pelo qual é conhecida – cagaita do cerrado – já deixa claro de qual bioma brasileiro essa fruta é típica, certo? Ela pode ser encontrada nos Estados de Goiás, Bahia, Minas Gerais e, claro, em regiões de Cerrado. Também pode ser conhecida por Orvalha do campo ou Uvalha do cerrado, de acordo com a região em que é encontrada.

A cagaita é uma frutinha pequena, de cerca de 3 cm, que possui sabor ácido e tem uma fama de fazer mal àqueles que a consomem. Mas será que é verdade? Venha descobrir!

Características da cagaiteira

• A árvore de cagaita se chama cagaiteira e pode atingir até 10 metros de altura, embora comumente alcance 8 metros;

• A madeira da cagaiteira é muito utilizada em construções, pois possui uma casca grossa e resistente;

• A planta é utilizada para ornamentação de ambientes, pois é muito bonita, especialmente na época das florações;

• As folhas são utilizadas no preparo de chás que são eficazes contra diarreias e até mesmo podem ser usadas no tratamento de diabetes e icterícia;

• A floração acontece entre os meses de agosto e setembro, época em que flores brancas muito perfumadas podem ser apreciadas;

• A frutificação acontece entre setembro e outubro.

Cagaita: pra que serve? Faz mal?

Muitas pessoas acreditam que comer cagaita faz mal. Isso se deve à fama de a fruta de causar um efeito laxante em quem a consome, mas isso só é verdade em partes. Em primeiro lugar, a fruta madura deve ficar exposta ao sol por um longo período para que aconteça a fermentação de substâncias que levarão a esse efeito. Depois, é necessário que o indivíduo consuma a fruta em excesso para ser vítima dele, e já sabemos que nenhum excesso é bom, correto?

Portanto, o ideal é prezar sempre pela moderação.

Então cagaita faz mal?

Não, a menos que seja consumida em excesso e após longos períodos sob o sol, depois de já estar madura.

Mas pense pelo lado positivo: se por um acaso você tiver diarreia por comer muita cagaita, é só fazer um chá com as folhas da cagaiteira para se livrar do desconforto! E como apenas a cagaita em excesso causa esse desconforto, que tal conferir algumas receitinhas com essa fruta saborosa?

Como fazer um delicioso suco de cagaita?

Embora não estejamos na época mais quente do ano, algumas regiões ainda desfrutam de dias ensolarados que pedem por um suquinho bem gelado. Nesse caso, que tal variar um pouco e experimentar um suco de cagaita? É muito fácil de fazer!

Ingredientes:

20 cagaitas

Um litro de água

Gelo a gosto

Pode adoçar, se preferir.

Modo de fazer:

Num primeiro momento, leve as frutas até o liquidificador, mas não bata! Apenas deixe na função pulsar para que as sementes se soltem. Depois que a polpa estiver livre de caroços, você pode batê-la com a água até obter uma consistência homogênea. Se optar por adoçar, esse é o momento para colocar o açúcar também.

Depois de feito o suco, é só servir com gelo.

Mas não é só isso! Quando se trata de cagaita, receitas não faltam. Vamos ver como fazer mais duas?

Cagaita: receitas de dar água na boca!

Picolé de cagaita

• 6 cagaitas maduras

• 2 copos de água

• Formas de picolé

Modo de preparo:

Descasque as cagaitas e corte-as, retirando os caroços. Depois, leve as frutas e a água até o liquidificador e bata até obter uma consistência cremosa. Após, é só levar a mistura para as formas e esperar congelar.

Geleia de cagaita

• 2 quilos de polpa de cagaita

• 1 colher (chá) de pectina

• 400g de açúcar

• Potes de vidro esterilizados

Você pode reduzir ou dobrar a receita, se necessário.

Modo de preparo:

Leve a polpa, a pectina e o açúcar ao fogo e mexa até alcançar o ponto de “fio reto”. Depois, é só colocar nos potes previamente esterilizados, preferencialmente com boca larga. Pode ser consumido com bolos, pães, torradas…

Os 4 maiores benefícios da cagaita

1. Cagaita atua no controle biológico de verminose – o extrato das folhas dessa espécie é um potente moluscicida que mata os hospedeiros intermediários da verminose esquistossomose, conhecida como barriga d’água, um problema especialmente entre as crianças que moram em regiões menos favorecidas;

2. As flores de cagaiteira possuem grande potencial apícola – isso significa que produzem bastante matéria-prima para a polinização, gerando produtos alimentícios como o mel;

3. Cagaita e diabetes – a diabetes é uma doença que atinge até mesmo crianças com poucos anos de idade. Embora o ideal seja evitar o consumo excessivo de açúcares, a cagaita tem se mostrado uma boa coadjuvante no tratamento contra essa patologia;

4. Cagaita uso medicinal – a fruta, polpa, óleo, folhas e flores podem ser utilizadas no tratamento de algumas outras patologias, detalhadas abaixo, em propriedades da cagaita.

Propriedades da cagaita

• Auxilia a perda de peso: o chá de folha de cagaita auxilia no processo de emagrecimento;

• Pouquíssimas calorias: 100 g da fruta fornecem entre 20 e 30 calorias;

• Vitaminas do complexo B, importantes na manutenção, respiração e reparação celular;

• Vitamina C, que fortalece o sistema imunológico e ajuda na absorção de ferro;

• Niacina, vitamina essencial para a produção de energia;

• Proteínas, reparadoras celulares;

• Alto teor de antioxidantes, que protegem as células dos efeitos nocivos dos radicais livres;

• Função diurética, excelente para evitar e melhorar do inchaço abdominal;

• Ação adstringente, que atua reduzindo inflamações;

• As flores de cagaiteira são usadas para tratar doenças renais;

• Alta concentração de cálcio, magnésio e ferro, minerais indispensáveis para o bom funcionamento do organismo;

• A cagaita (fruta) pode ser consumida in natura, em forma de geleia, licor, suco, doce ou sorvete;

• O óleo da polpa da fruta cagaita provém 2% de gorduras, compostas principalmente por ácidos graxos insaturados, ou como são conhecidos popularmente “gorduras boas”, que reduzem as taxas de colesterol no sangue;

• Apresenta atividades antifúngicas, combatendo doenças causadas por fungos.

Quero iniciar uma plantação de cagaiteira! Como plantar cagaita?

1. A primeira coisa que você deve ter em mente se quer saber como plantar cagaita é que a árvore possui um crescimento relativamente lento em seus dois primeiros anos de vida. No entanto, é uma planta que resiste bem a grandes variações de temperatura, inclusive sobrevive a geadas de até -3°C.

2. O tipo de solo preferido pela espécie é ácido e vermelho, mas se dá bem também em solos arenosos e argilosos.

3. Após escolher bem o local de cultivo, você precisa arranjar uma muda de cagaiteira para iniciar a plantação. As sementes devem ser inseridas em sacos plásticos com terra vermelha, areia e matéria orgânica e depois devem ser deixadas sob o sol, sendo irrigadas dia sim, dia não. A germinação acontece entre dois a três meses e a muda terá o tamanho adequado para plantio em cerca de um ano.

4. A melhor época para plantio de cagaita é entre setembro e novembro. Na hora de plantar é importante que as covas tenham 50 x 50 x 50 cm e um espaçamento de 6 x 6 metros entre elas.

5. Não é uma espécie que necessita de grandes cuidados durante seu cultivo, mas é importante espalhar pó de cerra, podar os galhos e retirar as ervas daninhas de tempos em tempos.

A frutificação começará entre 4 a 7 anos após a plantação, tempo variável de acordo com a região e forma de cultivo.

E você, já conhecia a cagaita do cerrado? Ela não é muito conhecida na maioria das regiões do Brasil, mas tem ganhado espaço nos últimos tempos. Não se esqueça de nos contar se fizer alguma das receitas e também de compartilhar com os amigos e familiares!