Benefícios da Bardana para a saúde

Bardana uma planta medicinal cientificamente conhecida como Arctium lappa, do grego arctos “urso” e lappa “eu tomo”. Em português brasileiro, a bardana é chamada de gobo, erva dos tinhosos, carrapicho grande, carrapicho-de-carneiro, orelha gigante, pega-moço e pegamasso. Em Portugal, é conhecida como bardana maior e herba dos namorados. Em italiano, também é bardana. Para os espanhóis, é lampazo mayor. Para os franceses, grand bardane. Na Alemanha, peça por grossa klette. Nos países de língua inglesa, é great burdock. Completando a volta ao mundo, no Japão, é gobô.

benefícios da bardana

A bardana é nativa da Europa, muito popular em Portugal, Itália e França. Contudo, apesar da origem europeia, relatos apontam que as primeiras plantações são japonesas. Também é encontrada na América do Sul, principalmente na Argentina. Sua utilização vem desde a Grécia Antiga, mas o primeiro caso famoso do emprego da bardana é a cura de uma doença dermatológica do rei Henrique III da França. Porém, os benefícios da bardana vão muito além.

Cultivo da bardana

A árvore mede entre 1 a 2,4 metros de altura. O caule é alto e grosso e as folhas são grandes. Suas flores, semelhantes à do algodão, têm espinhos e podem ser pequenas ou grandes, azuis ou roxas. As raízes da bardana são claras, medem 50 cm de comprimento e são amargas.

A melhor época para o plantio é na metade do verão. Prolifera em ambientes ensolarados ou com meia sombra, contudo, gosta mesmo de clima ameno. O solo deve ser fértil, bem drenado, profundo, rico em matéria orgânica e a irrigação precisa ser constante. As sementes podem ser cultivadas em caixotes retangulares de 50 metros de altura. Caso seja cultivada em canteiros, precisa seguir o padrão de cultivo das cenouras. As raízes tornam-se maiores e fortes com adubo nitrogenado. A colheita começa após 4 meses, antes de florir para não ficar fibrosa e manter as propriedades nutricionais.

bardana benefícios

Propriedades da bardana

A bardana é rica em nutrientes, quase todos concentrados na casca. Ela é fonte de proteínas, fibras, cálcio, ferro, fósforo, vitaminas A, C, D e do complexo B, potássio, manganês, cobre, além de aminoácidos. Considerada uma planta medicinal completa, ajuda a prevenir e combater inúmeros problemas de saúde. Chegou a hora de você conhecer os benefícios da bardana e surpreender-se com seu poder.

  1. Fortalece a imunidade

As vitaminas C e E são antioxidantes. Por removerem os radicais livres, torna-se difícil a proliferação de infecções e ocorre a renovação celular, fatores que podem reduzir a incidência de câncer.

  1. Evita e trata anemia

Principalmente nas mulheres no período menstrual e na gestação. O ferro é o responsável por isso, já que o nutriente estimula a produção de glóbulos vermelhos, itens que diminuem drasticamente em pessoas anêmicas. Tomar 3 xícaras do chá de bardana durante o ciclo menstrual ajuda a reverter a perda de ferro.

  1. Protege os ossos

O cálcio e manganês presentes na bardana são nutrientes ligados à formação e fortalecimento dos ossos. Pessoas com níveis saudáveis de manganês possuem menos riscos de terem inflamações nos tecidos, articulações e nos ossos e a incidência de artrite diminui significativamente.

  1. Evita e combate câimbras

O magnésio facilita a absorção de cálcio. Esta equação evita e combate câimbras e também acelera a recuperação em casos de problemas ósseos.

  1. Mantém a saúde bucal

O cálcio e fósforo também formam e protegem os dentes. Além desses nutrientes, a vitamina D também age na saúde gengival, protege o esmalte e preserva a densidade dos dentes.

  1. Equilibra os hormônios

Disfunções hormonais fazem o organismo funcionar errado. O estrogênio, por exemplo, é um hormônio sexual feminino que em excesso causa alterações na menstruação, agrava os sintomas da TPM, provoca dores nas articulações e enxaqueca. Qualquer um desses problemas pode comprometer a qualidade de vida da mulher. Por isso, consumir a raiz de bardana semanalmente ajuda a nivelar os hormônios.

  1. Deixa o coração saudável

O potássio é uma substância vasodilatora, ou seja, regula a pressão arterial. Com a pressão equilibrada, diminuem os riscos de ataques cardíacos, aterosclerose (entupimento das artérias) e AVC (acidente vascular cerebral). A bardana também ajuda a aumentar o colesterol bom e diminuir o ruim, além de manter em ordem os níveis de glicose e insulina. O consumo regular é indicada para quem não tem, e principalmente para quem já é hipertenso ou diabético.

  1. Protege o cérebro

O cobre é um nutriente importantíssimo para a saúde do cérebro. A deficiência dele, principalmente na infância, faz o órgão não se desenvolver plenamente.

  1. Melhora problemas digestivos

A bardana faz o fígado produzir mais suco digestivo. Esta substância elimina toxinas do organismo, facilitando o processo digestivo.  Pessoas com problemas no fígado e cirrose também tiram proveito da planta.

  1. Melhora o aspecto da pele e cabelos

Bardana para acne. O chá é a mais nova aposta dos tratamentos contra as temidas espinhas. As propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas removem o excesso de oleosidade e bactérias, principais responsáveis pela formação de acne. O chá de bardana também elimina a oleosidade e bactérias do couro cabeludo que provocam a caspa.

Para obter esses efeitos, coloque 2 colheres de sopa de folhas de bardana em xícara com água fervente. Aguarde 5 minutos, coe e coloque 1 colher de chá de mel e 3 gotas de própolis. Faça compressas no rosto 2 vezes por dia. Nos cabelos, aplique após o condicionador e enxágue.

Atenção! O chá de bardana estimula as contrações uterinas, por isso não deve ser ingerido por mulheres grávidas. A bebida também é contraindicada para crianças e nos casos de diarreia. Diabéticos devem consultar o médico antes de consumir, porque um dos efeitos colaterais do chá de bardana é o aumento dos níveis de açúcar no sangue.

Onde comprar bardana

Você encontra a raiz de bardana em lojas de produtos naturais e lojas de alimentos japoneses. Quem quiser a bardana natural, vale a pena procurar as feiras livres e também na internet. Quem quiser comprar bardana em cápsulas deve procurar as lojas de produtos naturais. Nestas lojas são vendidas ainda a tintura e pomada da planta.

Receitas com bardana

A raiz de bardana pode ser usada no preparo de saladas, sopas, tempurás e refogada com shoyu. As folhas, com gosto parecido com alcachofras também são aproveitadas. Confira receitas com bardana:

Bardana refogada com soja

Ingredientes

  • 2 raízes de bardana;
  • 1 copo de molho shoyu;
  • 1 cebola bem picadinha;
  • 1 dente de alho amassado;
  • Azeite extravirgem.

Modo de preparo

Lave as raízes até não ter nenhum resíduo de terra. Corte-as em cubinhos ou em tiras finas. Coloque-as na panela e adicione a cebola, o alho e o azeite e espere dourar. Acrescente a bardana e o shoyu e deixe no fogo até a raiz absorver o molho.

Kimpira de Bardana (refogado de bardana com cenoura)

Ingredientes

  • 1 raiz de bardana;
  • 1 cenoura;
  • 1 colher de sopa de shoyu;
  • 3 colheres de sopa de saquê;
  • 2 colheres de chá de óleo de gergelim cru;
  • 1 pitada de sal.

Modo de preparo

Lave a bardana e a cenoura e não retire as cascas. Corte as duas em tiras finas e coloque-as em água fria com limão para não perderem a cor. Coloque óleo em uma panela e, quando estiver quente, coloque a bardana e refogue em fogo médio. Adicione um pouco de água, tampe a panela e deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos ou até a bardana ficar mole. Coloque a cenoura e o sal, refogue um pouco, tampe e espere cozinhar. Mexa de vez em quando para os ingredientes não grudarem. Quando não tiver mais água, coloque o shoyu e o saquê e misture. Sirva em seguida.

Sopa de bardana, cenoura e agrião

Ingredientes

  • 2 raízes de bardana;
  • 4 cenouras pequenas;
  • 1 maço de agrião;
  • 1 cebola picada;
  • 1 folha de louro;
  • Coentro;
  • Manteiga;
  • 1 ovo;
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto.

Modo de preparo

Corte a bardana em rodelas e cozinhe-as. Quando estiverem al dente, coloque as cenouras e o louro. Em uma frigideira, frite a cebola e o coentro com manteiga. Refogue até dourarem, misture a cebola e o coentro na sopa. Acrescente o sal e a pimenta-do-reino. Coloque metade da sopa no liquidificador, bata levemente e devolva a panela. Deixe ferver, coloque o ovo e deixe cozinhar. Espere ferver e adicione o agrião.

Risoto de arroz negro com bardana

Ingredientes do caldo

  • 1 litro de água;
  • 80 ml de shoyu;
  • 2 colheres de sopa de vinho ou vinagre de vinho tinto;
  • 5 shitakes secos;
  • 1 colher de sopa de alho picado;
  • 1 cebola;
  • 2 cebolinhas;
  • ½ folha de nori;
  • ½ alga wakame.

Ingredientes do risoto

  • 1 bardana picada em tiras finas;
  • 2 xícaras de arroz negro;
  • 1 cenoura picada em tiras finas;
  • 1 abobrinha picada em tiras finas;
  • 5 xícaras de caldo de legumes.

Modo de preparo

Deixe o arroz de molho na água de um dia para o outro. Cozinhe todos os ingredientes do caldo. Escorra o arroz. Cozinhe durante 10 minutos com a panela tampada em fogo médio a bardana, o arroz, a cenoura, a abobrinha e 2 xícaras do caldo. Tire a tampa e coloque uma concha de caldo assim que for secando, até completar 1 litro de caldo de legumes. Cozinhe por 5 minutos e sirva em seguida.

A bardana merece sua atenção. Seja na forma de chá, refogado ou sopa, ela mantém seu organismo saudável. Importante lembrar que ela não faz nada sozinha e você deve associar o consumo com atividade física regular.

Com a bardana, você regula os níveis de colesterol, entre outros benefícios. Acompanhe o site e fique por dentro dos benefícios das plantas medicinais, frutas, legumes e verduras.