Os maiores benefícios do café – Fique por dentro de todas as suas propriedades

Spread the love

O café é uma bebida cuja procedência vem dos grãos do fruto do cafeeiro. Costuma ser servido quente, mas pode ser consumido gelado. Seu consumo remonta a séculos.

Na Inglaterra do século XVII, a popularidade da bebida deu origem a uma série de pubs e cafés que foram apelidados de “universidades centavos”, porque com um centavo a pessoa poderia comprar uma xícara de café e ter conversas intelectualmente estimulantes com outras pessoas.

Mais e mais pesquisas estão surgindo para exaltar os vários benefícios associados à saúde na ingestão desta bebida escura, que vão de ajudar a prevenir diabetes até reduzir o risco de doença hepática.

Hoje em dia, com mais de 400 bilhões de copos consumidos a cada ano, o café é uma das bebidas mais populares do mundo. Mas o que o torna tão especial?

Uma xícara de café pela manhã pode trazer mais do que apenas um impulso de energia.

Benefícios do café

O café é, de fato, muito saudável. Ele é turbinado com antioxidantes e nutrientes que podem beneficiar sua saúde. Estudos comprovam que quem bebe café possue perigo mínimo de doenças graves.

As potenciais vantagens relacionadas à saúde no consumo de café incluem:

  • Proteção contra diabetes tipo 2;
  • Doença de Parkinson;
  • Doença hepática;
  • Câncer de fígado;
  • Promoção de um coração saudável;

Aqui estão os 12 principais benefícios do café para o vigor, que foram afirmados nos casos humanos reais.

  1. O café pode ajudar no grau de vitalidade e deixá-lo mais inteligente – O café contém um estimulante chamado cafeína, que é, na verdade, o composto psicoativo mais comumente ingerido no mundo. Após tomar café, a cafeína é sugada pela corrente sanguínea e vai para o cérebro, onde inibi um neurotransmissor de bloqueio denominado adenosina. Quando isso sucede, o número de neurotransmissores, como a norepinefrina e a dopamina, aumentam causando uma condição melhor nos neurônios;
  2. O café pode ajudá-lo a perder gordura – A cafeína é achada em praticamente todos os complementos comerciais para queima de gordura. Diversos testes comprovam que a cafeína pode ampliar especialmente a dose metabólica em 3-11%. Mais testes comprovam que a cafeína pode ampliar especialmente a perda de gordura, até 10% em pessoas obesas e 29% em indivíduos magros.
  3. A cafeína pode ajudar extremamente o funcionamento físico – A cafeína amplia o grau de adrenalina na circulação sanguínea. Este é o hormônio “lute ou fuja”, projetado para tornar nossos corpos prontos para o empenho corporal intenso. A cafeína também deixa que as células de gordura rompam a gordura corporal, liberando-as no sangue como ácidos graxos liberados e convertendo-os em acessíveis como combustíveis. Dado esses resultados, não é surpresa observar que a cafeína pode ajudar no funcionamento físico em 11-12%, em média.
  4. O café pode diminuir o perigo de diabetes tipo 2 – A diabetes tipo 2 é um mal de saúde enorme, alcançando hoje aproximadamente 300 milhões de indivíduos no mundo todo. É caracterizada por níveis elevados de açúcar no sangue. Quem toma café tem um perigo muito pequeno de gerar diabetes tipo 2. Testes apontam que indivíduos que tomam mais café possuem um perigo de 23-50% inferior de se contagiar com esta doença;
  5. O café pode defendê-lo da doença de Alzheimer e da alienação – A doença de Alzheimer é a moléstia neurodegenerativa mais habitual e o primordial motivo de demência no mundo todo. Ela atinge indivíduos maiores de 65 anos de idade e não há uma cura comprovada. Diversos testes apontam que quem bebe café possui um perigo até 65% inferior de se contagiar com a doença de Alzheimer;
  6. A cafeína pode reduzir o perigo de Parkinson – O Parkinson é o segundo mal neurodegenerativa mais habitual, depois do mal de Alzheimer. É provocado pela extinção de neurônios criadores de dopamina na mente. Também não há uma cura comprovada, o que faz mais necessário concentrar-se na prevenção. Estudos comprovam que, quem bebe café possui um perigo bem reduzido de contrair a doença de Parkinson, com a diminuição no perigo diversificando de 32-60%;
  7. O café aparenta ter resultados defensivos no fígado – Diversos males habituais atingem especialmente o fígado, inclusive hepatite, moléstia hepática gordurosa, entre outros. Vários desses males podem mover a uma condição denominada cirrose, na qual o fígado é bastante modificado pelo tecido cicatricial. Ocorre que o café pode defender contra a cirrose. Assim, indivíduos que tomam 4 ou mais xícaras diariamente possuem um perigo 80% inferior de contrair doenças;
  8. O café pode acabar com a depressão e deixá-lo mais feliz – A depressão é uma desordem mental séria que compromete significativamente a qualidade de vida. Um teste revelado em 2011 mostrou que mulheres que tomavam 4 ou mais xícaras por dia tiveram um perigo 20% reduzido de manterem-se deprimidas. Mais um teste com 208.424 pessoas mostrou que quem tomou 4 ou mais copos diariamente tinham 53% menos chances de se suicidar;
  9. Quem bebe café possui um perigo reduzido de contrair diversos tipos de câncer – O café aparenta ser defensor contra dois modos de câncer: o de fígado e o colorretal. O câncer de fígado é o terceiro principal motivo de falecimento por câncer no planeta, enquanto o colorretal toma a quarta posição. Testes comprovam que quem bebe café possui um perigo 40% inferior de câncer de fígado;
  10. O café não ocasiona mal cardíaco e pode reduzir o perigo de acidente vascular cerebral – Por diversas vezes, confirmou-se que a cafeína pode ampliar a pressão arterial. Isso é fato, mas a quantidade é mínima (3-4 mm / Hg) e normalmente some se você bebe café habitualmente. Na verdade, há diversas provas de que as mulheres que tomam café têm diminuído o perigo de contrair doença cardíaca. Diversos testes também comprovam que quem bebe café têm um perigo 20% reduzido de AVC;
  11. Café pode auxiliá-lo a sobreviver por um período maior – Dado que quem bebe café reduzirá a tendência de várias doenças, é lógico que o café conseguirá auxiliá-lo a viver durante um tempo maior. Em dois testes bem grandes, o consumo de café foi ligado a um perigo 20% inferior de falecimento em homens e a um perigo 26% inferior de falecimento em mulheres, por um período de 18-24 anos. Este efeito parece ser mais forte em diabéticos de tipo II.
  12. O café é a fonte suprema de antioxidantes na alimentação do ocidente – Para os indivíduos que ingerem uma dieta ocidental básica, o café pode verdadeiramente ser o componente mais sadio da alimentação. Isso acontece devido o café possuir um grande número de antioxidantes. Testes comprovam que a maioria dos indivíduos absorvem mais antioxidantes do café que de frutas e vegetais juntos. O café é uma das bebidas mais saudáveis ​​do planeta.

Propriedades do café

O café é uma bebida preparada a partir dos grãos de café torrados, que são as sementes de bagas da planta de nome científico Coffea. O café teve origem e é desfrutado já há mais de 500 anos. Remonta ao século XV, onde foi bebido pela primeira vez por pessoas que viviam no Iêmen durante cerimonias religiosas.

Hoje, a planta do café é cultivada em mais de 70 países em todo o mundo, principalmente em regiões quentes e tropicais ao longo do Equador, na América Central e do Sul, no Sudeste Asiático, na Índia e na África.   

Os dois tipos mais comuns são arábica e robusta. E embora não seja um grande contribuidor de vitaminas e minerais, o café é uma escolha muito mais sábia que bebidas energéticas, refrigerantes, chás e sucos adoçados. Também não contem açúcar ou carboidratos e praticamente não tem calorias.

Mas existem muitos nutrientes essenciais no café. Ele é mais do que somente água preta. Muitos dos nutrientes nos grãos de café o tornam a bebida final.

Uma xícara de café dispõe de:

  • 2,4 calorias;
  • 0 gramas de gordura;
  • 0 gramas de açúcar;
  • 0,3 gramas de proteína;
  • 0,2 miligramas de vitamina B2 de riboflavina;
  • 0,6 miligramas de ácido pantôtenico;
  • 116 miligramas de potássio;
  • 0,1 miligramas de manganês;
  • 7,1 miligramas de magnésio;
  • 0,5 miligramas de niacina;

Receita do café

A xícara de café perfeita parece coisa da mitologia. Poucos experimentaram, mas com cuidado e atenção a alguns detalhes é totalmente possível.

  • Compre e mantenha os grãos frescos;
  • Escolha entre todos um bom café;
  • Moa seu próprio café em quantidade que vá usar;
  • Use uma boa água;
  • Evite filtros baratos e reutilizáveis;
  • Use as medidas certas de preparação;
  • Cuidado com o calor no preparo;
  • Mantenha seu equipamento sempre limpo;

Os malefícios do café

Para a maioria das pessoas, o café pode ser uma parte saudável da dieta e não há motivos para deixar de desfrutar de algumas xícaras por dia, a menos que não controle o consumo.

No entanto, o café pode conter alguns malefícios. Pessoas com certas condições cardíacas, sensibilidade à cafeína e mulheres grávidas devem ficar com descafeinado ou chá.

Beber muito café pode resultar em efeitos adversos muito desagradáveis. A cafeína pode causar sintomas de ansiedade em indivíduos normais, especialmente em pacientes vulneráveis, como aqueles com distúrbios de ansiedade pré-existentes.

Além disso, aqueles que bebem café em excesso podem estar perdendo alguns dos benefícios por causa das grandes quantidades de cafeína que estão consumindo. Essas pessoas podem se beneficiar de uma desintoxicação de cafeína para redefinir a tolerância a níveis mais moderados.